Automotivo

Minas Gerais é o segundo polo automobilístico brasileiro e foi responsável por 13% da produção nacional de veículos em 2018. Dentre as principais âncoras do setor, destacam-se a Fiat, que opera em Betim desde 1976, a Mercedes-Benz, que se instalou em Juiz de Fora em 1999, e a Iveco, que está em Sete Lagoas desde 2000. Ressalta-se ainda o crescimento do mercado consumidor local para este segmento, uma vez que entre 2000 e 2018 a participação do Estado no total de veículos novos licenciados no País subiu de 8,3% para 19,3%. Fonte: ANFAVEA – Anuário da Indústria Automobilística Brasileira (2019).

 

Infográficos-13

 

Autopeças

O setor de autopeças em Minas Gerais apresenta uma cadeia produtiva consolidada, com diversos fornecedores. O faturamento das empresas situadas no estado – e associadas ao Sindipeças – atingiu um montante estimado de R$ 9,75 bilhões em 2018, gerando um total de 30207 empregos.
Fonte: Sindipeças – Desempenho do Setor de Autopeças (2019).

 

Mão de Obra

Em 2018 havia um total de 133.840 alunos matriculados em cursos de engenharia em Minas Gerais, dos quais 21763 eram concluintes. A área de engenharia mecânica aparece como um dos destaques, com 19179 matriculados. Fonte: MEC/INEP Microdados (2014). As universidades mineiras também se destacam pela qualidade do ensino e três delas (UFMG, UFV e UFLA) aparecem entre as 10 melhores universidades do País. Fonte: IGC/INEP (2018).

 

Anfavea Sindipecas